Território Sateré-Mawé de Barreirinha é considerado não infestado por malária, aponta DVS e DSEI - Prefeitura Municipal de Barreirinha

Território Sateré-Mawé de Barreirinha é considerado não infestado por malária, aponta DVS e DSEI

 

No início do ano de 2023, o município de Barreirinha recebeu da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), o selo de certificação como “Município Não Infestado para Malária”

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

A Prefeitura de Barreirinha e o Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Parintins, atuaram em ação conjunta com o objetivo de evitar que a malária adentre no território indígena Sateré-Mawé pertencente ao espaço geográfico do município. A ação executada durante 15 dias, por oito agentes de combate à endemias do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS) em conjunto com corpo técnico do DSEI, realizaram 562 coletas processadas por exames de lâmina. O resultado da busca ativa por casos de malária em proporção, apontou que Barreirinha, neste momento, não é um território infestado.

Durante a ação, foram identificados oito resultados positivos de contaminação por malária. “Essas oito pessoas foram contaminadas no município de Maués, onde há um alto índice de contaminação pela doença. O resultado dessa ação foi muito proveitoso porque não encontramos a presença do mosquito que transmite a doença”, comentou o coordenador do DVS, Lucas Almeida.

No início do ano de 2023, o município recebeu da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), o selo de certificação como “Município Não Infestado para Malária”.

Por: DECOM/PMB

Leia também

Prefeitura de Barreirinha inicia pavimentação nas ruas do Distrito de Terra Preta
Prefeitura de Barreirinha leva ações de cidadania e saúde para a população indígena Sateré-Mawé
Saúde: Prefeitura realiza 1ª Mostra Barreirinha Aqui Tem SUS
Pular para o conteúdo Click to listen highlighted text!